Isto já ninguém me tira

14480476_705641856253133_1746564758004501211_o

Uma das coisas que mais me custou a habituar, a mim e ao meu lado mais pacifista e diplomático, ao longo dos anos, foi ao facto de que realmente é impossível agradar a toda gente.

Há uma beleza intrínseca à incompreensão, talvez por isso eu tenha sempre achado um especial encanto a pessoas com feitios mais complicados, aos ditos estranhos, ao fora da norma.

As minhas publicações na internet sempre meteram confusão a muita gente.

“- Expões-te muito”, sempre me disseram. Como o meu sonho sempre foi o de escrever, seja a minha escrita o mais banal possível ou não, eu sempre soube, sem nunca me enganar, distinguir o que podia ou não ser público. As redes sociais fazem parte do meu trabalho, da minha forma de estar e é a minha forma de chegar às pessoas, de contar histórias, de partilhar conteúdo. Uma vez um amigo meu disse que se calhar o meu problema era que eu assustava os homens, por ter sempre algo a dizer sobre tudo. Ora bem, eu na altura ri-me alto, mas depois fiquei a pensar no assunto. Eu não tenho propriamente um historial de finais felizes, pelo contrário, mas por muito apaixonada que eu algum dia possa vir a estar, deixar de escrever, falar ou opinar sobre o que for, com medo de assustar, intimidar ou afastar a pessoa por quem estou interessada, não está de todo em cima da mesa. Respeito perfeitamente quem possa não gostar de estar com alguém que se partilhe tanto, mas também não é isso que me preocupa.
Isto, claro está, para explicar, que há para mim uma beleza extraordinária no conhecimento, sou viciada em informação desde que me conheço, vendo-me por isso automaticamente empenhada em partilhar com o conhecido e o desconhecido, tudo aquilo que possa transmitir alguma emoção ou (pelo menos tentativa de) intelecto.
Eu cresci a amar o prazer da leitura, sonhando um dia poder chegar às pessoas como aquelas almas chegaram a mim, ainda que esteja longe de me querer equiparar aos mestres das letras que me ajudaram a crescer. E é por isso que tenho tanto gozo e prazer em vos contar as minhas voltas, os meus desaires, os meus trambolhões, a minha normalidade, a minha forma de ver este mundo onde vim parar sem pedir a ninguém.
Foi precisamente esta minha presença no mundo digital, o facto de eu partilhar em tantas plataformas a minha visão do mundo, o meu trabalho, os meus textos, que fez com que o Donavon, agora meu colega e “cofounder”, me conhecesse e mais tarde me convidasse para este projecto.
É fácil culparmos a sorte pelas nossas venturas e o azar pelas desventuras, o difícil é aceitarmos que há um preço a pagar em tudo na vida, um risco a ser tomado nas decisões que tomamos.
Na minha profissão e naquilo que eu mais amo fazer, o silêncio e o anonimato não me levarão a lado nenhum e eu não tenho vergonha de dizer que quero voar, nem que isso signifique esmurrar-me toda pelo caminho, nas imensas tentativas de subir os degraus sem nunca ir contra os meus valores e princípios.
Uma vez uma pessoa não gostou que eu dissesse que preferia lavar casas de banho o resto da vida a aceitar um “favor” de ir trabalhar para um sítio de renome cujos valores são opostos aos que eu defendo. Mas eu preferia, sem qualquer dúvida, e por isso nunca tive qualquer problema em trabalhar em tudo e mais alguma coisa. O meu maior problema, o que realmente me assusta, é estar parada.
A Owlascend (agora Umazed), a Califórnia, Los Angeles, isto tudo poderá até correr mal, pode até vir a acabar cedo, o que de todo não me parece, mas ei, e daí? Pelo menos isto, o agora, esta perna cruzada num baloiço de um terraço no meio de Los Angeles, este exato momento, depois de um dia numa convenção com centenas de outras empresas, depois de conhecer tanta gente cheia de ideias, este ar quente e esta paz de espírito no fim deste dia com a sensação de missão cumprida,
Isto, isto já ninguém me tira. E acreditem é-me tudo muito mais bonito, mais meu, mais intenso, quando sei que o posso partilhar convosco.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s